Clay 4.jpg

CLAYTON NASCIMENTO

Ator formado pelo Célia Helena, Casa do Teatro, SP Escola de Teatro e na EAD, a Escola de Arte Dramática e com graduação na Escola de Comunicações e Artes em Arte e Educação.
Ator de BURAQUINHOS, peça vencedora do Prêmio APCA2019 de Melhor Direção, premiando assim a Primeira Negra a ganhar tal nomeação em 70 anos, Naruna Costa; e vencedor também do Aplauso Brasil em Melhor Direção e indicado a Melhor Elenco em 2019.
Dirige e interpreta a peça MACACOS, sobre racismo e genocídio negro no Brasil, interpretando no  show de Elza Soares, "A mulher do fim do mundo" recebendo no total 13 prêmios pela obra como de Melhor Diretor,  Ator, Montagem - recebidos pelas mãos de Maria Marighella, Dramaturgia, Júri Técnico, e o mais importante: Júri Popular. Este espetáculo esteve em cartaz no Festival Verão Sem Censura de 2020, assim como no Festival Faroffa em São Paulo.
Dirigiu a peça “O crime da Cabra”, comédia popular sobre as injustiças e os abusos de poder no Brasil. Peça que também esteve no Festival Verão Sem Censura, e tanto MACACOS quanto O crime da cabra estariam no Festival Fringe em Curitiba de 2020.
Dirigiu a peça "Vocês vão ter que me engolir" da Cia Mar de Teatro, que fala sobre garotas periféricas que tem o desejo de jogar futebol. Peça vencedora do Prêmio Coca Cola_Prêmio São Paulo de Teatro infanto-juvenil em 2019, no caráter de Artistas Revelação.
Fez MACBETH no sob a direção inglesa da Royal Shakespeare Company no Brasil.
No Cinema fez “Boa Noite Menino”, indicado a Melhor Ator pelo Festival Art Dècco. Fez o filme “A Menina do Mar”, indicado a melhor filme pelo Festival ComKids, e esteve em “Lunática”, sob a direção de arte da Laerte Coutinho.
Em 2018, foi indicado como Melhor Ator no filme "TOP 10 lugares de São Paulo" pela Academia Internacional de Cinema. Em 2019 esteve em dois longas nacionais: O HOMEM CORDIAL sob direção Iberê Camargo, com estreia no Festival de Gramado de 2019,  SELVAGENS de Diego da Costa, filme vencedor do Festival Latino Americano de Cinema de 2019 e em cartaz no Festival de Cinema Brasileiro em Paris em 2020. Na TV, Clayton Nascimento fez a série e o longa Carcereiros na Rede Globo.

 
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Instagram

©2020 Dri Costa Agenciamento Artístico