Flávio Rodrigues

FLÁVIO RODRIGUES

Flávio Rodrigues, ator e diretor de teatro, formado em 2007 pela Escola Livre de Teatro em Santo André – ELT. Atualmente cursa licenciatura e bacharelado em teatro na Universidade Anhembi Morumbi. Artista fundador de dois grupos teatrais do município de São Paulo: a Cia dos Inventivos (desde 2005) e o Coletivo Negro (desde 2009). Seus trabalhos voltam-se sobretudo para os seguintes eixos: as questões étnico-raciais, questões de gênero e o teatro popular de rua. Dentre os principais trabalhos como ator destacam-se: ”F.A.L.A Fragmentos Autônomos sobre Liberdades Afetivas”, Coletivo Negro; ”Revolver”, Coletivo Negro, direção Aysha Nascimento; ”Bicho, Bichinho, Bichão” Fabulosa Companhia, direção Simone Grande; “Luz Negra”, Pessoal do Faroeste, direção Paulo Faria; “[ENTRE]”, Coletivo Negro, direção Raphael Garcia; “Azar do Valdemar”, Cia dos Inventivos, direção Edgar Castro; Relampião , Cia Pauliceia e Cia do Miolo”, direção Kavanji Bandido é quem anda em Bando”, Cia dos Inventivos, direção Edgar Castro; ”Canteiro”, Cia dos Inventivos, direção Edgar Castro; “Quem tem medo de Curupira”, Grupo Barata Albina, direção Zeca Baleiro e Débora Dubois (Prêmios: Coca-Cola de Melhor Espetáculo, Cenário, Musica, Texto, Luz e Ator); “Nekropolis” Direção Gustavo Kurlat; “Na terra da cobra Grande”, direção Luiz Marmor; “Avaros”, direção Georgette Fadel e Newton Moreno, “Relato de um tempo de Homens Partidos”, direção Renata Zanetta e Alexandre Matte; “Toda Sacola tem sua Historia”, direção Veronica Nobili e Cristiano Gouvêa, Cia Circo de Trapo”; “No Pais dos Homens Coloridos”, direção de Luiz de Toledo Cia Texc No cinema “Ciranda” direção de Cauê Palazoli. Dentre os principais trabalhos como diretor, destacam-se: “Um Canto para Carolina” Cia Dos Inventivos; ”F.A.L.A Fragmentos Autônomos sobre Liberdades Afetivas”, Coletivo Negro; “Um Canto para Carolina” ”, Cia dos Inventivos ”Ida”, Coletivo Negro; ”A Lenda do Vale da Lua”, Cia dos Inventivos”. IDA” Coletivo Negro “Movimento Número 1: O Silêncio de Depois…”; O Complicado casamento de Malasartes”, Cia Circo de Trapo; “A História da Morte de Maria Consorte”, Cia dos Inventivos. Na Cenografia; ”F.A.L.A Fragmentos Autônomos sobre Liberdades Afetivas”, Coletivo Negro; “Um Canto para Carolina” ”, Cia dos Inventivos.

 
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Instagram

©2020 Dri Costa Agenciamento Artístico